Eu sou

um livro aberto

Sem histórias

Um sonho incerto

Sem memórias

Do meu passado

que ficou

Eu sou um

porto amigo

Sem navios

Um mar

Abrigo

a muitos rios

Eu sou apenas

o que sou

"MOÇO VELHO"




Photobucket

::::::::::::::::::::::::::::::::::: AWARD:::::::::::::::::::::::::::::::


::::::::::::::::::::::::::::::::::: LINK:::::::::::::::::::::::::::::::


::::::::::::::::::::::::::::::::::: PRESENTES OFERECIDOS:::::::::::::::::::::::::::::::

:::PRESENTES:::

:::PRESENTE DE NATAL :::


::::::::::::::::::::::::::::::::::: PRESENTES GANHOS:::::::::::::::::::::::::::::::

:::PREMIOS:::

:::DESTAQUES:::

:::AWARDS:::

:::PRESENTES:::

:::LINKS:::

:::NATAL/2008:::

::: NATAL/2009:::

:::MIMOS DE PÁSCOA:::

:::DATASCOMEMORATIVAS:::


::::::::::::::::::::::::::::::::::: MUSICA:::::::::::::::::::::::::::::::

(Ontem ao Luar-Marisa Monte)musica

Photobucket
Eu nunca imaginei
Que houvesse no mundo
Um amor desse jeito
Do tipo que quando
Se tem não se sabe
Se cabe no peito

Mas eu posso dizer
Que sei o que é ter
Um amor de verdade
E um amor assim
Eu sei que é pra sempre
É pra eternidade

Roberto Carlos

Photobucket

::::::::::::::::::::::::::::::::::: PARTICIPO:::::::::::::::::::::::::::::::




Photobucket


VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

Photobucket

Photobucket

Photobucket

::::::::::::::::::::::::::::::::::: MURAL:::::::::::::::::::::::::::::::

Photobucket

Photobucket

Photobucket

O homem não pode
viver sem música.
A vida sem música
é um deserto.
A alma se perde
entre as dunas
do silêncio
e o corpo fenece
ávido de sons,
de melodia e de poesia.

A música nasce
com o ser humano.
Quem duvidar
basta observar um bebê.
Ele chora, pensa você,
mas não é choro,
é o canto,
a música que está
gravada na sua alma.

(Maria Hilda)

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket
Histórico:

- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 17/01/2010 a 23/01/2010
- 22/11/2009 a 28/11/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 29/03/2009 a 04/04/2009
- 08/02/2009 a 14/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 21/12/2008 a 27/12/2008
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 23/11/2008 a 29/11/2008
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line

Lay: CMI



PREMIOS***DESTAQUES***PRESENTES

:::PREMIOS:::DESTAQUES:::PRESENTES:::

Recanto das fadas Recanto das fadas Recanto das fadas



20/06/2010

Eu vou ter que passar minha vida

Cantando uma só canção
Eu vou ter que aprender a viver
Sozinha na solidão

Eu vou ter que lembrar tantas vezes
O riso dos olhos seus
Eu vou ter que passar minha vida
Tentando esquecer este adeus

Eu vou ter que esquecer seu sorriso
E o pranto dos olhos meus
Eu vou ter que esquecer seu olhar
 Na hora do adeus

Eu vou ter que esquecer minha vida
Só você não percebe por que
Eu vou ter que passar minha vida
 Esquecendo você 
 
Música: Esquecendo você
Autoria: Tom Jobim
Interpretação
:GalCosta
                         
                   

12/04/2010

Posso te falar dos sonhos, das flores...
de como a cidade mudou...
Posso te falar do medo, do meu
desejo...
do meu
amor...
Posso falar da tarde que cai
E aos poucos deixa ver no céu a Lua
Que um dia eu te dei

Gosto de fechar os olhos
Fugir do tempo, de me perder
Posso até perder a hora
Mas sei que já passou das 6
Sei que não há no mundo
Quem possa te dizer
Que não é tua a Lua que eu te dei
Pra brilhar por onde você for
Me queira bem
Durma bem
Meu Amor

                          (A Lua Que Te dei
                           Ivete Sangalo)

01/01/2010

Eternamente


Todo o tempo quando
aqui não estás,
tem tanta tristeza
em volta de mim.

Mas a noite depois
te trará,
como esta noite,
perto de mim.

Não fales,
abraça-me e verás
que a minha tristeza
acabará.

E se me creres
o tempo pararei,
eternamente,
contigo.

E se tu o desejarás
o tempo pararei,
eternamente,
contigo.


( Canta: Nicola Di Bari )
( Autor: Charlie Chaplin - 1952 )
( 2ª Tradução: Ardo - 1969 )

( Titulo original: Limelight - Luzes da Ribalta )


21/01/2010

Lembra de mim!
Dos beijos que escrevi
Nos muros a giz
Os mais bonitos
Continuam por lá
Documentando
Que alguém foi feliz...

Lembra de mim!
Nós dois nas ruas
Provocando os casais
Amando mais
Do que o amor é capaz
Perto daqui
Há tempos atrás...

Lembra de mim!
A gente sempre
Se casava ao luar
Depois jogava
Os nossos corpos no mar
Tão naufragados
E exaustos de amar...

Lembra de mim!
Se existe um pouco
De prazer em sofrer
Querer te ver
Talvez eu fosse capaz
Perto daqui
Ou tarde demais...

Lembra de mim!...

Lembra de mim!
A gente sempre
Se casava ao luar
Depois jogava
Os nossos corpos no mar
Tão naufragados
E exaustos de amar...

Lembra de mim!
Se existe um pouco
De prazer em sofrer
Querer te ver
Talvez eu fosse capaz
Perto daqui
Ou tarde demais...

Lembra de mim!...



- Postado por: j-alled às 11h15
[ ] [ envie esta mensagem ]